top of page

Por que aprender Russo e Mandarim

por Odilo Maia Gondim


Recentemente, com grande repercussão nacional e internacional, o Presidente Lula e integrantes do seu Governo e da sociedade civil brasileira visitaram a China, país integrante dos BRICS.


Mas, o que significa o termo BRICS e qual a sua finalidade e importância na econômica e geopolítica no mundo atual?


O termo BRICS formado pelo acrônimo das palavras Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, é o agrupamento de países em desenvolvimento que tem por finalidade a cooperação e desenvolvimento conjunto das economias dos países integrantes do grupo, e outros em desenvolvimento, com políticas de incremento das suas economias por meio de financiamentos e investimentos diretos dos Estados componentes ou de suas empresas privadas com o suporte do Banco criado pelo grupo.


Referido Banco é conhecido como “Banco dos Brics”, mas tem nome oficial de “Novo Banco do Desenvolvimento” (NDB, na sigla em inglês). Foi criado na Cúpula de 2014 dos BRICS, realizada na cidade de Fortaleza (estado do Ceará). Atualmente tem sede na cidade de Xangai, na China, e é comandado pela ex-presidente brasileira DILMA ROUSSEF.


Os países que compõem os BRICS têm 41,27% da população da Terra e, atualmente, açambarca 31,5% do PIB mundial. Desse modo, hoje em dia, superam o G7, grupo de países formado pelos Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão e Reino Unido, cujo PIB decresceu para 30%. Estima-se que em poucos anos os países dos BRICS alcançarão 50% do PIB mundial, ultrapassando em muito os países ocidentais do hemisfério norte, que vêm perdendo, ano a ano, espaço para os BRICS no cenário econômico mundial.


Com isso, estamos presenciando a gestação de uma nova ordem mundial, de conformação multipolar, no qual teremos não só os Estados Unidos como país hegemônico, mas outros atores com igual peso econômico e político, como a China.


Os Estados Unidos depois da Segunda Guerra Mundial adquiriram um superpoder lastreado na sua moeda, no que resultou a sua capacidade de constranger países aplicando sanções internacionais, muitas vezes ilegítimas e sem respaldo das Nações Unidas, como ocorre atualmente com Cuba.


Na seara financeira, o poder dos ianques é tão avassalador que eles congelaram ativos financeiros da Rússia, na ordem de 300 (trezentos) bilhões de reais, em bancos ocidentais e impuseram restrições ao comércio entre os países europeus e o país de Dostoiévski.


Diante desse cenário, os países dos BRICS planejam criar uma moeda para substituir o dólar nas trocas internacionais e assim resguardar-se, pelo menos em parte, das sanções americanas.


A China é o maior parceiro comercial do Brasil, importando de nosso país 89,4 bilhões de dólares, principalmente grãos, ferro e petróleo. Paralelamente, os brasileiros importam equipamentos de telecomunicações e industriais, fertilizantes, medicamentos e produtos farmacêuticos.


Assim, e dada a importância desses países para o Brasil, é importante estudarmos os idiomas dos principais componentes dos BRICS, mormente o mandarim e o russo, cujo conhecimento facilita o intercâmbio comercial com China e a Rússia, sem falar que permite conhecermos a vasta e impressionante cultura desses países.


Comentarios


bottom of page